© 2017 - 2019 Hamaca Filmes.    Design by Lírio Web Digital

Ser Tão Cinzento

um filme de HENRIQUE DANTAS

Recriação da memória do filme "Manhã cinzenta", do cineasta autodidata Olney São Paulo, uma das mais belas e contundentes obras cinematográficas produzidas sobre o período da Ditadura Militar.

CRÉDITOS - “SER TÃO CINZENTO”

 

ROTEIRO E DIREÇÃO – HENRIQUE DANTAS

ASSISTENTE DE DIREÇÃO – MARIA CAROLINA

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA – PEDRO SEMANOVSCHI

PRODUÇÃO EXECUTIVA – MARIANA VAZ E HENRIQUE DANTAS

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO – MARCELLO GURGEL

TRILHA SONORA – ILYA SÃO PAULO

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO EXECUTIVA – ELIANA MENDES

SOM- CLEVER MORAES, EDER LONG, ANA LUIZA PENA E NAPOLEÃO CUNHA

MONTAGEM – HENRIQUE DANTAS E WALACE NOGUEIRA

DESENHO DE SOM – WALDIR XAVIER

MIXAGEM – RICARDO CUTZ

FINALIZAÇÃO DE IMAGEM – ALEJANDRO ÁLVARO

DESENHO DE CRÉDITOS – TAYGOARA AGUIAR

DESIGN – JOÃO RAMOS

CRÍTICA

“Na parte dos curtas, a melhor surpresa foi Ser Tão Cinzento, de Henrique Dantas, que exuma, de modo criativo, a história do filme Manhã Cinzenta e do seu diretor Olney São Paulo, que foi preso pela ditadura e morreu de câncer poucos anos depois de solto, com 42 anos de idade. Foi, de longe, o melhor programa da noite. O curta (quase um média, de 25 minutos) é envolvente do ponto de vista formal, mesclando imagens do filme de Olney tomadas em vários suportes com depoimentos sobre o caso."

" 

 

—  Luiz Fernando Zanin Oricchio